SÍNDROME METABÓLICA – UMA DOENÇA PERIGOSA

Home>> Blogs>> SÍNDROME METABÓLICA – UMA DOENÇA PERIGOSA

SÍNDROME METABÓLICA – UMA DOENÇA PERIGOSA

  • Especial Médicos
  • 18 May 2021
  • 0

A síndrome metabólica, é uma condução comum, na qual o indivíduo pode apresentar: obesidade, pressão arterial e glicose sanguínea aumentadas, além de dislipidemias. Quando estes fatores de riscos se agrupam, a probabilidade de desenvolver doença coronária, acidente vascular cerebral (AVC) e diabetes é elevada.

A ocorrência da doença está relacionada com fatores genéticos, hormonais, estilo de vida, obesidade, sedentarismo e excesso de consumo de macronutrientes (altas ingestões de ácidos gordos saturados e trans).

É caracterizada pela associação de resistência à insulina e hiperinsulinemia, dislipidemia (perfil aterogénico dos lipídios plasmáticos), hipertensão, obesidade abdominal (visceral) e intolerância à glicose. A síndrome também está relacionada com anomalias da coagulação sanguínea e hiperuricemia. Stress psicossocial e traços psiquiátricos anormais, também estão relacionados com a Síndrome.

A resistência à insulina/hiperinsulinemia induzida pela dieta, ocorre geralmente antes das manifestações da síndrome metabólica. O diagnostico inclui três ou mais dos cinco fatores:

  • Glicose sanguínea elevada (glicose em jejum ≥ 110mg/dl);
  • Excesso de peso com aumento do perímetro da cintura: homens> 102 cm; mulheres > 88 cm;
  • Níveis elevados de Triglicerídeos (≥ 150 mg/dl);
  • Níveis baixos de colesterol HDL: (homens < 40 mg/dl; mulheres < 50 mg/dl);
  • Hipertensão arterial (> 135/> 85 mmHg).


Estima-se que em Portugal mais de 1/3 da população seja afetada pela Síndrome Metabólica. Ocorre geralmente na idade adulta, sendo mais comum em homens. 

Como combater/prevenir a Síndrome Metabólica?

A Síndrome Metabólica requer o controlo de cada fator de risco. Nutrição inadequada e sedentarismo são os principais fatores de risco. A monotorização regular da pressão arterial, colesterol e glicose é importante para detetar o problema, mesmo se o individuo não apresentar sintomas.

Sabia que:

  • Uma perda de peso de 5 a 10% melhora a sensibilidade à insulina;
  • Aumentar a atividade Física reverta a resistência à insulina, reduz a pressão arterial, diminui o colesterol LDL (mau), aumenta o HDL (bom) e reduz o risco de Diabetes Tipo 2;
  • Deve reduzir a ingestão de gordura saturada, colesterol e sal, pelo contrário deve aumentar a ingestão de frutas (ricas em fibras) e vegetais.

Assim adotar um estilo de vida saudável é a melhor forma de prevenir esta doença.



Comentários (0)
  • Nenhum comentário encontrado !!!
Deixe uma resposta

Você deve estar registado e logado para comentar

Login

A SUA CLÍNICA ESPERA POR SI

A Especial Médicos protege a sua saúde e promove o seu bem-estar.

Marcar consulta online Marcar consulta